A VIDA É O QUE FAZEMOS DELA!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Contos...

Você pode ser o próximo!
O Sol brilha forte no primeiro dia de novembro, afastando a mortalha noturna e espantando seus demônios. No ar pairam doces fragrânciasdas rosas, recém abertas e ainda úmidas pelo orvalho matinal....beija-flores, apressados sugam o nectar dos sinos silvestres, enquanto os jovens sorvem com volúpia, o mel dos lábios de suas belas e inocentes namoradas; aos poucos, chegavam os casais à praça da cidade, para namorar e comentar as aventuras da noite passada, festa de Halloween, que movimentou a todos, pelas ruas e na Casa de Festas com o Baile Anual das Feras e Belas, que o Prefeito, orgulhosamente patrocinava. ...encontrava-se ainda, restos de doces e algumas máscaras partidas no chão....sorrisos disputavam com os cânticos dos pintassilgos, o coro de exaltação ao Divino Criador....era um dia perfeito!Isabel e Markus, caminhavam com os demais....acomodaram-se num dos bancos da bucolica praça....Markus, apaixonadamente, admira os macios e longos cabelos de Isabel, movendo-se, acariciados pelo vento.....carinhosamente, afasta suas madeixase beija calorosamente os lábios carnudos e róseos de "Bel"....como é doce, quente e macio....sua pele alva e firme, evocava a imagem de celestial anjo...delicado e puro, mas com deliciosos lábios, olhos misteriosamente amendoados, e cabelos...longos e negros, emoldurando-lhe o ser....ah...Diva....musa casta e sensual!!!....todo teu conjunto convida o desejo insano de possuir-te...macular-te a candidez ...manchar com carnais prazeres aquele colo límpido e alvo....ah...desejos inconfessáveis!!!!.....sucfocam-me angustiantemente.....se ao menos pudesse lhe dizer o que penso quando a toco, sinto seu cheiro.ou o calor de seu corpo!!!....-Markus!!!...o grito de Isabel desperta o jovem de se êxtase....surpresa, porém excitada, com as carícias ousadas de Markus que lhe toca os seios rijos e macios sob sua camiseta branca com rendas azuis....ondas de desejo ardente invadem-na....quer avançar...percebe a excitação do namorado e sua ereção.....quer tocar Markus entre as pernas...e sentir toda força de seu membro....hummm....Não!..Não podemos...querido! Por quê?...desfeito exclama Markus....nos verão , alega Bel.....bem, então vamos para o final da praça...perto do galpão abandonado, lá estaremos a vontade e poderemos nos tocar....acariciar sem problemas!!! Ansiosos, excitados e trêmulos, seguem enlaçados, ao destino combinado para prazeres juvenis....Ao chegarem percebem intensa movimentação policial, o galpão isolado....vai-e-vem de pessoas chorosas e abaladas....a excitação dá lugar a curiosidade e tentam descobrir o que há.....a policial, chocada e visivelmente perturbada, nega-se a dar informações....Markus e Isabel decidem partir...enquanto caminham, cogitam as possibilidades daquele mistério, quando , trazido pelo vento a pavorosa resposta prende-se aos pés de Isabel. Uma folha de papel, amassada e com estranhas gotículas vermelhas, torna-se o emissário de terriveis notícias, lidas em letras trêmulas e vacilantes :
" - Bem, parece que chegou a hora de acertar as contas com Asmodeus; estranho olhar as luzes da cidade...com tanta vida e tanto por viver, e eu aqui, prestes a estourar meus miolos, desejando ter ao menos mais um minuto, para saborear o ar....mas ....acho que me precipitei, para que você entenda o que quero dizer, devo falar de Fred, Vick e Alex.Outubro, dia 31....Vick achou que seria interessante se fizessemos uma brincadeira....era tudo meio estranho.....3 velas, 1 pentagrama , 1 copo e todas as perguntas seriam respondidas. ; tudo começou às 00:00 hs como deveria, bem eu acho....Fred e eu estavamos chapados e rindo das meninas...quando o copo se mexeu...foi muito estranho....ele começou a mover-se respondendo perguntas e disse se chamar Asmodeus, e que na verdade ele iria jogar conosco....um jogo chamado "verdade-mentira" . Claro que pensamos que fosse uma brincadeira e resolvemos ir ao Baile; mas , então, as portas bateram, as janelas fecharam e as luzes queimaram, .....silêncio....no ar pairava um cheiro estranho....descobrimos, depois, que era urina, nós todos urinamos nas calças....rimos e achamos que era coicidência, começamos a fazer piadas a respeito uns dos outros, até que reparamos um estranho brilho vermelho vindo do copo...ele aumentou e tomou a forma de um anjo, com asas escamosas e presas afiadas, seu rosto era belo...mas tinha olhar de serpente e dentes de leopardo!....ficamos paralizados de horror, ele disse que um círculo de fogo cercava-nos e que cada jogador sentiria o calor do fogo na palma da mão ( ela coçaria) quando fosse sua vez de jogar e a aposta seria nossas vidas!....a forma de perdê-la seria escolhida por um de nós.Não podíamos acreditar....era o álcool, o fumo ou aquilo era verdade?!...tentei correr, mas fui queimado na cintura, como se houvesse mesmo um cinturão de fogo, ardente e infernal, nos obrigando a jogar com nossas vidas e condenar nossos amigos. A regra era simples: quem sentisse que era sua vez, tocaria no copo, os outros fariam uma pergunta e a pessoa diria a resposta...o copo responderia S ou N, se a resposta fosse N era mentira e isso a condenaria a morte, mas a forma de morrer seria decidia pelo amigo à esquerda.....apavorados....começamos! A primeira foi Alex, que conseguiu sobreviver...não mentiu; a segunda foi Vick...ela...mentiu! disse que não havia transado com Steve, namorado de Alex como todos diziam e a sentença dada por mim foi a decaptação...era minha vez, escapei mesmo admitindo coisas terríveis, não suportava a idéia de morrer nas mãos daquela Besta infernal; depois foi o Fred, ele mentiu ao negar que usava esteróides...Alex teve de condená-lo ao enforcamento. Restava apenas eu e Alex sob o olhar da abominável criatura....Alex sentiu coçar a mão e chorou, por todos nós e agora por nós dois...um morreria e o outro carregaria a culpa...feita a pergunta...ela mentiu ao dizer que amava apenas Steve, seu namorado...ela amava outro e o outro era...eu!....tive de assistir meu único amor secreto ser degolada....o demônio sorriu , suas presas afiadas e sangrentas brilhavam ...disse-me para continuar a jogar...não entendi eu era o único ali, e ele respondeu: "- Você joga com outros!" .....corri desesperado....subi as escadas para a cobertura do galpão e.....sentei-me para olhar a paisagem...uma última vez....pensei nos amigos, que eram minha família, e na família dos meus amigos....mas principalmente , na presença cruel e terrível que sentia às minhas costas....e num copo à minha frente, desisti....peguei a arma oferecida pelo diabólico ser e atirei na minha cabeça....mas a minha mão ainda coçava e o copo estava perto....ele disse que eu jogava com outros....espero que depois que você ler esta carta, entenda o que houve neste 31 de outubro.., sangrento e negro....e nunca...nunca sinta coçar a sua mão...próximo à um copo,...você pode estar jogando! "...... Isabel e Markus entreolharam-se pálidos.....correram para a polícia, pensando que, entregando a carta estariam livres daquele pesadelo.
Será????

Nenhum comentário:

Postar um comentário