A VIDA É O QUE FAZEMOS DELA!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Rammstein



Rammstein é uma banda alemã formada em Berlin em Janeiro de 1994. As músicas são em sua maioria em alemão e podem ser classificadas sob os estilos rock, Industrial metal, NDH e Tanz Metal.

O nome da banda vem de um acidente aéreo acontecido na pequena cidade alemã Ramstein em 1988, durante uma exibição em que três aviões italianos colidiram e caíram em cima da platéia, provocando a morte de setenta pessoas. A banda decidiu então pôr um "M" a mais no nome da banda. "Rammstein" literalmente pode ser traduzido como aríete*. Das bandas que cantam em alemão é a que atingiu maior sucesso fora da Alemanha, principalmente com o segundo álbum "Sehnsucht" (1997), depois com "Mutter" (2001) e "Reise, Reise" (2004), alcançando então o ápice do sucesso. O seu penúltimo trabalho, inicialmente anunciado como "Reise, Reise (vol.2)", acabou por ser denominado "Rosenrot" (2005).O último álbum lançado pela banda chama-se "Liebe ist fur alle da", com destaque para a polêmica musica "Pussy" (que significa sim "vagina") causando mais uma vez polêmica e sucesso ao mesmo tempo e da mesma forma que a banda costuma apresentar-se.

Nota

Se tomar base que "Ramm" é um diminutivo de "Rammen", e que o mesmo, em ingles lê-se "to ram", algo que pode ser traduzido como 1- Calcar, macetar. 2- Meter a força, enfiar. 3-Forçar a passagem/Aceitação e que Stein, na língua Alemã é "Pedra", podemos dizer que Rammstein é algo como martelo, pedra do martelo, algo do género. Se perceber também que eles tem sempre um tom pejorativo quanto a sociedade e governo, pode-se ver que o nome o indica bem.

A maioria de seus membros são oriundos da Alemanha Oriental, especificamente Berlim Oriental e Schwerin.

A banda freqüentemente usa efeitos pirotécnicos, fortes efeitos de iluminação além de um aspecto teatral nos seus concertos, produzindo um visual impressionante mas sobretudo cativante, mesmo para quem não gosta da sua música.



FORMAÇÃO


A formação da Rammstein não se alterou desde o início, excetuando o guitarrista Paul Landers e o tecladista Christian (Doctor Flake) Lorenz, que ingressaram na banda em um segundo momento.

Em 2007, O Rammstein estava inativo; Com isso, Richard Kruspe saiu da banda (temporariamente) para execução do projeto Emigrate. Mas em 2008 Richard voltou a trabalhar junto ao grupo em um novo trabalho.

Till Lindemann - Vocal
Richard Kruspe - Guitarra Solo , Vocal de Apoio
Paul Landers - Guitarra Base , Vocal de Apoio
Oliver Riedel - Baixo
Christoph (Doom) Schneider - Bateria
Christian (Doktor Flake) Lorenz - Teclado



Apresentações em países lusófonos


No Brasil

15 de abril de 1999 - Porto Alegre, Jockey Club
19 de abril de 1999 - São Paulo, Autódromo de Interlagos
15 de outubro de 2005 - São Paulo, Credicard Hall (Cancelado)


Eles somente vieram uma vez ao Brasil, convidados pela banda Kiss para fazer a abertura de seu show em São Paulo e em Porto Alegre
Marcaram em Agosto de 2005 uma turnê para a América Latina que incluía uma apresentação no Brasil, em São Paulo no Credicard Hall para Outubro, mas a turné foi cancelada. Primeiramente, a banda pediu desculpas, divulgadas no site.
Houve diversas especulações de que a causa do cancelamento das apresentações seria o acidente entre Till, o vocalista, e Flake num espectáculo na Europa durante a música Amerika.
Depois de alguns dias, os meios de comunicação especializados divulgaram notícias de que o tecladista da banda Christian Lorenz Flake havia contraído uma doença que ameaçava seu aparelho auditivo. Mais tarde, soube-se que Flake contraíra caxumba e também uma intoxicação alimentar.



Em Portugal

13 de maio de 1998 - Lisboa, Paradise Garage
14 de maio de 1998 - Porto, Hard Club
5 de junho de 2001 - Lisboa, Coliseu dos Recreios
10 de dezembro de 2001 - Lisboa, Pavilhão do Restelo
11 de dezembro de 2001 - Lisboa, Pavilhão do Restelo
13 de julho de 2002 - Caminha, Festival Vilar de Mouros
9 de novembro de 2004 - Lisboa, Pavilhão Atlântico
8 de novembro de 2009 - Lisboa, Pavilhão Atlântico




LETRAS E ESTILO


Os Rammstein não se enquadram num gênero musical específico. O seu estilo é considerado industrial metal, porém os próprios membros da banda chamam seu estilo de "Tanz Metall". Como óbvio na sua música industrial ela está sempre associada a música eletrônica, no caso do Rammstein é mais notável a influência do Techno. Acima de tudo, procuram em cada álbum fazer algo diferente do anterior, não mantendo um estilo. Apesar da banda demonstrar brutalidade na sua imagem, há senso de humor e protesto político nas letras. Algumas letras estão escritas de maneira dúbia, passíveis de terem dupla interpretação, podendo dizer-se que o sentido da letra varia segundo o ouvinte.

No final, são considerados mais como Neue Deutsche Härte (trad.: Nova Dureza Alemã, dureza relacionada com os vínculos ao estilo musical Heavy Metal)



CURIOIDADES


Em 2003 houve uma apresentação da música Mein Herz Brennt pela orquestra sinfônica de Dresden.
Ficaram nus em uma apresentação nos Estados Unidos.
O capa do álbum Sehnsucht foi considerada uma mais controversas de todos os tempos, na classificação do site a capa aparece em nono lugar
A música Mein Teil do álbum Reise, Reise, foi inspirada na história do canibal alemão Armin Meiwes.
Seus álbuns correram risco de censura e até mesmo proibição em 2007 por um órgão de apoio a juventude chamado Kreisjugendpfleger, por serem considerados impróprio para menores.
Na primeira turnê da banda, uma placa escrito Rammstein e pegando fogo se desprendeu do palco diretamente sobre o público, não houve ferimentos graves em ninguém
Na edição européia do álbum "Reise, Reise" existe uma faixa oculta que contém a gravação da caixa preta do voo JAL123 da Japan Airlines momentos antes do avião se despenhar.
O CD Rosenrot é quase todo gravado com faixas excluídas do CD Reise,Reise.
A Turnê Mutter,a mais longa e considerada uma das melhores, é a menos relatada, possui apenas 2 músicas em vídeos oficiais de atuação ao vivo, presentes no DVD Lichtspielhaus.
Todos os CDs possuem edições especiais para o Japão, exigência da gravadora japonesa.
Todos os CDs (com exceção dos Live's) possuem rigorosamente 11 faixas, devido a uma superstição da banda.
Todos os CDs (com exceção dos Live's) possuem o nome de uma música do mesmo, tradição da banda.


Atualmente

Liebe Ist Für Alle Da (em português: "O amor é para todos") é o sexto álbum de estúdio da banda, editado em Estocolmo, lançado a 16 de Outubro na Europa (20 de Outubro do resto do mundo).
É o primeiro álbum de originais após quase quatro anos, contendo onze faixas. Um single denominado "Pussy" foi lançado no dia 18 de setembro.

A faixa-título do álbum vazou na internet em julho. "B******" não significa "bastard", "bollock" ou qualquer outro palavrão da língua inglesa de sete letras iniciado com a letra "B", mas sim "Bückstabü", uma palavra inventada pela banda sem nenhum significado em particular. De acordo com a própria banda, significa "o que você quiser".





DISCOGRAFIA


Miscelânea


São outras canções, realizadas fora dos álbuns oficiais, nos compactos ou em compilações

Jeder Lacht – Chegou a ser tocada nos primeiros shows da banda mas nunca foi lançada oficialmente, apenas como demo.
Schwarzes Glas – Chegou a ser tocada nos primeiros shows da banda mas nunca foi lançada oficialmente, apenas como demo; A música Der Meister do álbum Herzeleid foi baseada nesta canção.
Feuerräder – Do compacto Engel (edição de fan)
Wilder Wein – Do compacto Engel (edição de fan), foi apresentada ao vivo no álbum Live Aus Berlin.
Engel (versão em inglês) – Da versão americana do álbum Sehnsucht, "não é uma tradução".
Du Hast (versão em inglês) – Da versão americana do álbum Sehnsucht, "não é uma tradução".
Das Modell – Do compacto Das Modell.
Kokain – Do compacto Das Modell.
Stripped – Da compilação For the Masses, compacto Stripped e algumas versões do álbum Sehnsucht.
Wut Will Nicht Sterben – Do álbum Wilder Frieden do Die Puhdys, onde Till Lindemann canta como convidado.
Halleluja – Das duas edições limitadas do álbum Mutter e do compacto Links 2 3 4.
Pet Cemetary – Cover do Ramones e do compacto Ich Will
5/4 – É uma faixa instrumental que não foi lançada até 25 de abril de 2002, do single Mutter. Foi executada como intro em muitos concertos da turnê do álbum Mutter.
Pesnja o trevozhnoy molodosti – Cover do Feeling B de uma música de Pakhmutova and Dobronravov, apresentado ao vivo na Rússia.
Schtiel – Cover da Aria, da compilação Schtiel que Till Lindemann e Richard Kruspe escreveram para o 100º aniversário da Harley Davidson, feito para o Moscow 2003 Harley Party.
Amerika (versão em inglês) – Do compacto Amerika, "não é uma tradução".
Helden – Do álbum Worlds Collide do Apocalyptica, onde Till Lindemann canta como convidado.





PREMIAÇÕES E MENÇÕES HONROSAS



Prêmios

1998 – Echo: Melhor vídeo (Engel).
1998 – Viva Comet Awards: Melhor grupo de performance ao vivo.
1999 – Echo: Grupo alemão mais famoso.
2002 – Echo: Melhor grupo de metal ativo.
2002 – Hard Rock Awards: Melhor grupo de rock ativo.
2002 – Kerrang!: Melhor grupo internacional, de performance ao vivo.
2002 – Kerrang!: Melhor show internacional.
2004 – Metal Hammer: Melhor vídeo (Mein Teil).
2004 – Metal Hammer: Melhor álbum (Reise, Reise).
2004 – Metal Hammer: Melhor canção (Mein Teil).
2005 – Echo: Melhor grupo alternativo.
2005 – Echo: Melhor atuação ao vivo, nacional.
2005 – World Music Awards: Artista alemão de melhores vendas.
2005 – Viva Comet Awards: Melhor Vídeo (Keine Lust).
2005 – MTV Europe Music Awards: Melhor grupo alemão.
2005 – Eins Live Krone Awards: Melhor performance ao vivo.
2006 – LEA Awards: Melhor gerenciador de banda (Emanuel Fialik e Pilgrim).
2006 – Echo: Melhor grupo alemão.
2006 – Emma Gaal: Melhor grupo internacional.
2006 – Edison Awards: Melhor música alternativa (Rosenrot).


Nomeações

1998 – MTV Europe Music Awards: Melhor canção banda de rock.
1999 – Grammy Awards: Melhor Performance banda de metal.
2001 – MTV Europe Music Awards: Melhor grupo alemão ativo.
2002 – Melhor vídeo (Sonne).[carece de fontes?]
2005 – Grammy Awards: Melhor performance ao vivo (Mein Teil)
2005 – Kerrang!: Melhor performance ao vivo.
2005 – Neo Awards: Melhor álbum de carregamento remoto.
2005 – Viva Comet Awards: Melhor performance ao vivo.
2005 – MTV Europe Music Awards: Melhor vídeo (Keine Lust).
2006 – Grammy Awards: Melhor performance banda de metal.
2006 – Echo: Melhor performance ao vivo nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário