A VIDA É O QUE FAZEMOS DELA!

sábado, 14 de novembro de 2009

Demônios I



Adramelech
Adramelech é um dos dez sephiroths negativos, comandados por Samael, o Anjo do Envenenamento. Seu culto teve (provável) origem na Síria, mais tarde sendo introduzido na Samária. Nos cultos a Adramelech, crianças eram sacrificadas.
Na demonologia, Adramelech é considerado o grande embaixador do inferno, superintendente do demônio e presidente do supremo concílio do inferno. Ele freqüentemente aparece sob a forma de uma mula ou um pavão.
Na religia suméria de Adramelech (Adrammelech) ele era considerado o Deus-Sol sendo assim o centro da religiâo ,em sua descrição ele é tido como homem e faz uma espécie de contaraste com Anammelech, deusa-lua.
mas também como aparece antes adramelech foi um dos sephirots negativos , sua aparição na "arvore da morte" (originalmente morte no caso seria "daath" como aparece na cabala) é o inverso da arvore da vida que onde representa também o caminho para a iluminação , na arvore da morte mostra o caminho para o inferno.Adramelech seria a mão direita para Samael (ou lucifer ,como prefirir) sendo assim um dos sephirots negativos na arvore da morte.
*****


Abraxas

Abraxas era um arconte com aparência de quimera (semelhante a um basilisco): a cabeça de um galo (ou um rei), o corpo de um homem, e pernas em forma de cobras. Algumas vezes é retratado com um chicote na mão. Abraxas foi redimido e ascendeu sobre as sete esferas, e agora reina os mundos. Há referências a Abraxas em diversos textos gnósticos.
As letras da palavra abraxas, em notação grega, formam o número 365, e os basilídios deram este nome às 365 ordens de espíritos que, segundo eles, emanava em sucessão do Ser Supremo. Estas ordens ocupariam o lugar oposto ao sol em seu percurso anual ou nos 365 céus, cada um semelhante, mas inferior, àquele acima; e o mais inferior dos céus era a morada dos espíritos que formavam a Terra e seus habitantes, sujeitos à administração de seu trabalho.
Além da palavra Abraxas e outros personagens míticos, é comum encontrar figuras cabalísticas gravadas, alterando completamente o verdadeiro conceito original de Abraxas. O mais comum é a cabeça de galinha d'angola, os braços e busto de homem, e corpo e rabo de serpente, para alguns, porém astronomicamente 'abraxa' é uma expressão científica que por algum motivo fora do controle foi adotada por místicos e céticos para estabelecer parâmetros entre os lados opostos, o diabo e deus, o calor e o frio Yin Yang, muito explorada no mundo dos mistérios e emoções a palavra em si tem a ver somente com o Ponto vernal ascensão reta versa e praticamente refere-se a posição do sol com relação as estrelas de fundo (que não vemos) nos 365 dias do ano, o ABRAXAS do sol foi muito útil no ano de 2000 a.C. para traçar na Esfera armilar (uma carta celeste em três dimensões) a curvatura da eclíptica no entanto nada impediu que anos mais tarde a imaginação humana evoluísse e fizesse outras interpretações e comparações fundamentadas com a nossa natureza para explicar essas coisas do céu, como é o caso do comportamento da luz ou até mesmo encontrar Deus no poema abaixo:

" O pássaro luta para sair do ovo. O ovo é o mundo. Aquele que nasce deve destruir um mundo. O pássaro voa até Deus. O nome desse Deus é Abraxas "

Um comentário: