A VIDA É O QUE FAZEMOS DELA!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Rosa Amanda Strausz






Nasceu no Rio de Janeiro, em 18/06/1959. Jornalista e escritora e editora, iniciou como repórter free-lancer de revistas: Fatos & Fotos, Mulher de Hoje, Pais & Filhos etc. Atuou na área como repórter, redatora e editora e, atualmente, mantém uma empresa de comunicação, prestando serviços em jornalismo empresarial. Na literatura, começou com um livro de contos - Mínimo múltiplo comum (1991) – editado  pela José Olympio, com o qual ganhou o prêmio Jabuti. Passou para a poesia e lançou Bispo e colombina, em 1992. Durante três anos não publica nada e retoma em 1995 com disposição para encarar a literatura infantil e infanto-juvenil. Publica Mamãe trouxe um lobo para casa, pela editora Salamandra e, a partir daí, lança diversos livros pelas principais editoras do País: A coleção de bruxas do meu pai (1995). Um nó na cabeça (1998); Coleção Tião Parada [5 volumes] (1998); Uma família parecida com a da gente (1998); Uólace e João Victor (1999); Deus me livre! (1999); Pra que serve essa barriga tão grande? (2003); Alecrim  (2003) (Sobre este lançamento, o jornalista Dib Carneiro Neto escreveu no Caderno 2, do jornal O Estado de São Paulo: “Dizer que este é um dos mais criativos, bem-humorados e fascinantes livros infantis surgidos nos últimos tempos não é exagero”); Céu de lúcifer (2003); Beco do Azougue (2003). Edita o site de literatura infantil “Doce de Letra” e costuma dizer que “estar sempre procurando um novo jeito de olhar e escrever para crianças e adolescentes é quase conseqüência natural de viver procurando pontos de vista diferentes”




http://rosaamandastrausz.wordpress.com/









* Tive o privilégio de ler ambos acima, embora a autora tenha muitos outros publicados,...são absolutamente fantásticos, surpreendentes, emocionantes e aterririzante no caso específico do Sete ossos e uma maldição....amei

Nenhum comentário:

Postar um comentário